Sites Grátis no Comunidades.net
Enquete
Oque acham do site ?
Mais ou menos
Bom
Muito bom
Otimo
muito ruim
orrivel
mega super ruim
um pouco ruim
Ver Resultados

Rating: 2.6/5 (741 votos)




ONLINE
1






Total de visitas: 738473
"Primeiro amor " postado por Natalia miranda
"Primeiro amor " postado por Natalia miranda

Quem não se lembra do primeiro amor? Coração batendo mais forte, mãos suadas... a paixão não tem hora nem idade e tem seu começo arrebatador na infância.

Das bonecas e carrinhos para os recados apaixonados. Esta mudança de comportamento resultante do primeiro amor acontece, geralmente, entre 9 e 12 anos, justamente quando a cabeça e os hormônios dos pré-adolescentes estão "fervilhando".

Platônico, por um amigo da escola ou do condomínio, o primeiro amor exerce um papel fundamental na forma como estes pré-adolescentes irão se relacionar com as pessoas no futuro.

A paixão adolescente, muitas vezes, deixa os pais aflitos, mais é importante que os pais aprendam a lidar com o crescimento do filho, já que esta mudança é o primeiro anúncio de que a criança está se abrindo para o mundo. Para alguns pais desperta um enorme desejo de trocas e confidências, porém é preciso verificar se o filho está disposto a compartilhar ou se prefere o silêncio, já que muitos deixam em segredo sua paixão. Os pais devem ficar atentos, também, às alterações bruscas na rotina, já que os sentimentos podem ser correspondidos ou não, o que pode gerar algum conflito na cabeça do filho.

Quando o pré-adolescente começa a alterar sua rotina de estudo e de atividades, se isola, ou mesmo quando começa a ter choros compulsivos, é importante que os pais fiquem atentos para uma aproximação, onde se abra um canal de comunicação, mesmo preservando o silêncio da paixão. Conversar sobre as mudanças de comportamentos pode abrir um caminho para o acolhimento, além de reforçar laços de confiança.

O primeiro amor pode trazer vários benefícios aos pré-adolescentes e também aos pais, basta aproveitar esta fase da melhor forma possível, aprendendo a conviver com as conquistas, frustrações e desilusões. As perdas e o sofrimento são sentimentos pelos quais todos passam, assim como as alegrias, as emoções e o amor.

O sofrimento faz parte da desilusão, principalmente na adolescência, que é a fase onde tudo é vivido com intensidade. Se mesmo com a abertura e conversa dos pais a desilusão tomar uma dimensão maior, um profissional pode ajudar no entendimento e compreensão dos sentimentos por ele vivido.

postado dia 21 de julho as 16:40

por : natalia miranda